12/05/2005

É o que vale...

Não sei explicar o arrebatamento que me toma a cada vez que um candidato diz, acerca das sondagens, que "valem o que valem". É que a frase, por mais vezes que se repita, soa sempre a novo - um pouco como o Woody Allen. Mais: resta claro que nem tudo valha o que vale, ao contrário do que poderia parecer ao olhar dos incautos. Aliás, as sondagens são uma coisa tão extraordinária que não se limitam a valer o que valem; elas são o que são; significam o que significam; representam o que representam; dizem o que dizem; importam o que importam. É uma sorte que temos. Porque, noutros sítios, há coisas que não são o que são, não fazem o que fazem, não comem o que comem, não falam o que falam, não chovem o que chovem, não molham o que molham nem dão no que dão.
Este post, por exemplo, não diz o que diz. Aliás, este blog não bloga o que bloga. Mas esse pode sempre ser um problema do leitor (que, obviamente, não lê o que lê). FS (que não assina o que assina)

2 Comments:

Blogger el__sniper said...

Só uma pergunta,
apoiam ou não os seguintes candidatos:
Gonçalo da Câmara Pereira
Nelson Magalhães
Luis Filipe Guerra
e
Luis Botelho Ribeiro

Sei que nao cabem todos no cabeçalho, mas é uma dúvida que me surgiu.

6:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Esses são candidatos?!

8:38 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home